top of page

Miscelânea de sabores



Misture bem o receituário italiano e alemão, junte-lhe a cozinha indígena, portuguesa e espanhola e aí tem a gastronomia do Rio Grande do Sul. O contributo dos imigrantes é decisivo para o enriquecimento da culinária da região. Se os alemães trouxeram pratos como o hackepeter (bife tártaro, de porco) ou o colchão alemão (cordon bleu), com os italianos vieram polentas, massas caseiras e pizzas. A que tem mais saída na Baskaria* – afamada pizzaria de Porto Alegre – é a Alava, com tomate seco, cogumelos e manjericão. As tapas bascas são uma boa entrada, com cerveja local a acompanhar. Na atmosfera rústica mas requintada do Quincho, coma como numa típica casa gaúcha. A carne bovina é uma das grandes riquezas da região, tendo o charque – carne salgada – destaque especial em vários pratos, como o carreteiro de charque, um arroz com carne acompanhado de feijão mexido (um aproveitamento de um cozinhado anterior). Se no Quincho pode provar o charque de cordeiro, no clássico Chalé da Praça XV prove o de filet mignon. O churrasco também é assunto seríssimo por estas bandas. Para prová-lo vá ao Barranco e peça a picanha no ponto. Uma versão de fusão da culinária gaúcha encontra-se no Bah. Fique à varanda no primeiro andar com uma vista única para o Lago Guaíba. A janela de novilho com farofa de erva-mate é divina. Não pense, porém, que esta terra de carne não tem outras atrações. No Shushi by Cleber há exóticas degustações de sushi e o Koh Pee Pee é considerado o melhor tailandês do Brasil. Outra boa sugestão de cozinha oriental sofisticada é o Hashi Art Cuisine. Para uma refeição levezinha prove o variado buffet do Le Bistrot ou faça um lanche no Saúde no Copo, onde não falta o açaí.

*as suas operações no Parcão e na zona sul já fecharam.


Bazkaria

Quincho

Barranco

Chalé da praça XV

Bah

Sushi by Cleber


Le Bistrot

Koh Pee Pee

Hashi

Saúde no copo

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page