top of page

RUAS DAS ‘DONAS’



Em Porto Alegre, encontramos uma penca de vias com nomes de mulheres, começando por DONA “Fulana” sem “de Tal”.

Quais foram e são as razões para omitir o sobrenome¿ Seria o velho machismo gaudério¿ Boa pesquisa a ser realizada.

"Dona" vem do latim "domina", patroa. Isto lhe diz algo¿

Algumas DONAS conseguimos desvendar, sabemos quem foram elas.

Seriam 43 ao todo. Sendo 15 no Bairro Santa Tereza, 6 no Bairro São José e 22 em outros bairros.

Para avançar vamos precisar da ajuda de todos (as) os (as) leitores (as), deixo aqui o e-mail: adeli13601@gmail.com

Quem sabe num Volume II podemos trazer novas informações.


I - NO BAIRRO SANTA TEREZA

Há uma concentração destes nomes neste Bairro de santa. Algumas pessoas chegam a pensar que algumas ainda são no Bairro Menino Deus. Por sinal, vamos encontrar erros, controvérsias neste estudo.

São 15 ruas.

1 RUA DONA AUGUSTA

Liga a Avenida José de Alencar a Rua Dona Sofia. Teria tido a denominação antiga de Rua Dr. Campos Cartier.

Criada pela Lei 2.820 de 1965


. 2. RUA DONA ONDINA

É uma continuação da Travessa Paraíso, para virar Rua Dona Ondina e chegar até a Rua Barão do Cerro Largo.


3 Rua DONA AMÉLIA

Vem da Rua Otavio Rocha, sem saída.

Sobre quem seria “Dona Amélia” há controvérsias. Há quem diga que foi para homenagear a primeira mulher de D. Pedro I. Um pouco estranho uma imperatriz no meio de tantas Donas do povo.


4 RUA DONA SOFIA

Começa na Silveiro, contorna em curva a Praça Olga Gutierrez para chegar bifurcada na Rua Hipólito da Costa. Há uma possibilidade de que seja Maria Sofia Freire Silveiro, casada com Dionísio de Oliveira Silveiro, proprietário de terras na região.


5 RUA DONA MALVINA

É uma continuação da Rua Silveiro, quando na descida do morro se encontra com a Rua Dona Zaida, subindo em direção ao Alto Teresópolis, passando um pouco a Rua Orfanotrófio e já na descida para o Bairro Nonoai, virar Rua Erechim.

Oficializada pela Lei 3.136 de 1968. Teria sido moradora da região e já nome usual, só oficializado por esta lei.


6 RUA DONA ZAIDA

Onde o Beco do Aperto e a Rua Prisma se juntam vira Rua Dona Zaida e curta chega a Dona Malvina.


7 RUA DONA CRISTINA

Liga a Rua Ursa Maior a Rua Octávio de Sousa.


8 RUA DONA OTÍLIA

Começa num “beco sem saída” entre a Rua Dormênio e a Rua Prisma, indo até a Rua Octávio de Souza.


9 RUA DONA MARIA

Liga a Rua Silveiro com a Rua Prisma.


10 RUA GABRIELA

É uma rua sem saída, vai até a Miguel Couto.; ás vezes é erroneamente indicada como no Menino Deus.

Logradouro antigo, e o “Dona” teria vindo depois.


11 RUA ANTÓNIA

Rua sem saída. Fica a uma quadra da

Rua Dona Maria, começa numa rua sem nome.


12 RUA DONA ALDA

Sem informações precisas.


13 RUA DONA IDA

Liga a Tv. 8 de setembro a Tv. 19 de março.


14 RUA DONA IEDA

É uma rua sem começo e sem saída, cruzando a Rua Dona Ida e Rua Mariano de Matos.


15. RUA DONA HELENA

Liga a Rua Dona Otília a Rua Dona Malvina. A líder comunitária Maira Helena Gomes da Silva é a homenageada. Faleceu no dia 18 de março de 1976. Rua criada pela Lei 7.501, de 1994.


II - NO BAIRRO SÃO JOSÉ

Como no Bairro Santa Tereza, este outro Bairro de santo homenageia seis mulheres, mas sem sobrenome.

São José é um Bairro que no passado pertencia ao Bairro Partenon.


1 RUA DONA ANA

Liga a Rua Dona Firmina a Rua Condor.


2 RUA DONA FIRMINIA

Liga a Av. Bento Gonçalves com a Rua Cesar Henrique dos Santos.

Firminia Rodrigues era proprietária de terras na região.


3 RUA DONA VALMIRA

Vai da Rua Padre Ângelo Costa até a Rua Chácara dos Bombeiros no encontro com a Rua Capitão Viriato

Valmira Rodrigues Cardoso, uma pioneira da Chácara dos Bombeiros, nasceu em Encruzilhada do Sul, no interior do Estado. Moradores pediam uma nominação para ela no lugar onde morou.

Criada pela Lei 9.756 de 2005.


4- RUA DONA ÍRIS

Liga a Rua Dona Firminia a Rua Condor.


5 RUA DONA PALMIRA

Liga a Rua Sargento João de Castro com a Rua Soldado Abílio.

Palmira Echeveste D’Avila, nascida em 1926, tendo se destacado na luta pela Chácara dos Bombeiros, buscando luz elétrica, água e arruamento.

Criada pela Lei 9.936 de 2006.

Não confundir com a Av. Palmira Gobbi, conhecida entre os (as) protetores (as) de animais como Dona Palmira Gobbi.


6 RUA DONA ANI

Liga a Rua Chácara dos Bombeiros a Rua Represa do Herval.

Como Dona Palmira e Dona Valmiriia, Ani Silva da Silva, nascida em 1941, era a mais jovem delas, era cozinheira da Brigada Militar. Faleceu jovem, em 1988.

Criada pela Lei 7.887 de 1996.


III – DE VÁRIOS BAIRROS

E as nominações continuam em outros Bairros. Nem sempre com informações sobre quem eram as “DONA”.


1 RUA DONA LEONOR

Liga a Avenida Protásio Alves a Rua Cabral. No Bairro Rio Branco.

Leonor Lopes Mariante, casada com José Henrique Mariante. Fora proprietária de terras onde ruas foram abertas.


2 RUA DONA LAURA

Liga a Rua Dr. Miguel Tostes e a Rua Coronel Bordini. Nesta rua temos o tradicional Clube dos Caixeiros Viajantes, no número 646. Esta sabemos ser a senhora Laura Mostardeiro, de tradicional família dos Moinhos de Vento. Ela sabemos ter sido amante dos bons poetas, doou terras para a municipalidade urbanizar a região.

Fica no Bairro Rio Branco.


3 RUA DONA EUGÊNIA

Eugênia de La Grange era descendente de proprietário de terras daquela região.

Liga a Rua Dr. Alcides Cruz a Rua Eça de Queiroz. Fica no Bairro Santa Cecília.


4 RUA DONA ALZIRA

Liga a Assis Brasil, próximo ao Triângulo, para margear o Canal Passo da Mangueira, e terminar sem saída, na comunidade do Parque São Sebastião. Fica no Bairro Rubem Berta.


5 RUA DONA SEBASTIANA

Liga a Av. Sertório a Av. Assis Brasil. Fica no Bairro São João. Moradora e líder da comunidade do Bairro São João.


6 RUA DONA TEODORA

Liga a Av. Voluntários da Pátria a Rua Edu Chaves, no Bairro São João.


7 RUA DONA MARGARIDA

Liga a Av. Frederico Mentz a Av. Sertório em curva, porque corre paralela a esta em todo o seu trecho. No Bairro Navegantes.


8 RUA DONA PAULINA

Começa na Rua Dr. Armando Barbedo para chegar sem saída ao Parque do Morro do Osso. Fica na Tristeza. Havia dois logradouros com esta denominação. Ficou para o mais antigo a nominação.


9 - RUA DONA OTI

Liga a Rua Ferreira Viana a Rua Dona Lúcia.

Fica no Bairro Petrópolis.

Oti Flesch foi antiga moradora da região e dona dos terrenos onde se abriu a rua.


10 RUA DONA ZULMIRA

Liga a Rua Xavier da Costa a Av. Cavalhada.

Fica no Bairro Cavalhada.

Antiga moradora e líder comunitária.


11 RUA DONA VEVA

Da Rua Cel. Intendente Alfredo Azevedo até a Rua C.

Era Veva Nunes, da família Nunes, proprietária de terras na região.

Fica no Bairro Cel. Aparício Borges.


12 RUA DONA PINA

Da Estrada João Vedana a Rua Monte Castelo, que em curva é na verdade sua continuação. Fica no Bairro Cavalhada.


13 RUA DONA MOSA

Começa na Rua Francisco Martins, com três curvas. E não tem saída.

Fica no Bairro Cascata.


14 RUA DONA MARIANA

Começa na Chácara do Banco e não tem saída.

Fica no Bairro Restinga.

Estranhamente não seria homenagem a uma pessoa, mas teria a denominação de Vila Mariana, que os moradores achavam pejorativo.

Criada pela Lei 7.646 de 26 de julho de 1995.


15 RUA DONA LÚCIA

Liga a Rua Barão do Amazonas a Rua Felizardo Furtado.

Fica no Bairro Petrópolis.

Dona Lúcia Schilling fora moradora antiga do Bairro. Sua família doou terras para abertura de ruas.


16 RUA DONA LUIZA

Liga a Rua Dona Luísa a Alameda Um. Fica no Bairro Nonoai. Aparece a grafia com Z e com S.


17 RUA DONA INOCÊNCIA

Era Inocência Prates de Castilhos França: esposa de Salvador Martins França Junior e irmã de Júlio de Castilhos. É esta nominação um reforço à minha tese da preponderância do castilhismo em nossa cidade.

Liga a Rua Salvador França a Tv. Vileta.

Fica no Bairro Jardim Botânico.


18 RUA IRACEMA

Liga a Av. Luiz Manoel Gonzaga e a Rua Dr. João Caetano.

Fica no Bairro Três Figueiras.


19 PRAÇA DONA HELENA

Fica no Bairro Rubem Berta.

Cidadã Honorária de Porto Alegre, nascida na Alemanha em 1995. Faleceu em Porto Alegre em 1995. Benemerente.

Instituída pela Lei 9.299 de 10.12.03

Não confundir com a RUA Dona Helena.


20 RUA DONA ELVIRA

Liga Av Cel. Marcos a Rua Conselheiro Xavier da Costa.

Fica no Bairro Ipanema.


21- RUA DONA CECÍLIA

Começa na Av. Azenha e não tem saída.

Na Azenha.

Cecília Barcelos Soares foi fundadora do Asilo São Benedito. Nasceu em 1849 e faleceu em 1914, em Porto Alegre.


22 RUA DONA ALICE

Liga Rua Vicente da Fontoura a Rua Cel. Lucas de Oliveira

Fica no Bairro Jardim Botânico.

Como Eugênia era “de La Grange”, descendente de proprietários de terras na macrorregião.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page